História

Rio de Contas traz em suas páginas a verdadeira história do Brasil. A cidade foi iniciada por negros no final do século XVII. Há quem diga que em 1640 já havia ali negros fugidos da escravidão. Eles foram para o lugarejo e amocambaram por um tempo.

No início do século XVIII, os Bandeirantes chegaram ao local e os descobriram. Logo o local foi apelidado de Pouso Arraial dos Creoulos. Os Bandeirantes aproveitaram da mão de obra escrava disponível, mandaram buscar mais e foram remover os rios, as terras e as montanhas em busca do ouro. Este foi um período que perdurou 100 anos, o Ciclo do Ouro, um período de riqueza, de opulência. Pela própria arquitetura da cidade se pode perceber que foi um local de prosperidade.

Após este período, a cidade entrou em declínio e o que passou a segurar a economia básica do município foi o artesanato local – a madeira, o metal, o tecido e o couro. Hoje a cidade é tombada como patrimônio histórico nacional.