Igreja de Senhora Santana

A Igreja de Senhora Santana é um exemplar raríssimo com três naves e capela-mor, que se comunica com as sacristias laterais. É provável que a preferência pelas três naves tenha sido trazida pelos mineiros, que chegaram à região em busca de pedras preciosas. Os muros em alvenaria de pedra não foram rebocados, salvo o frontão e parte superior da fachada.

A construção deve ter sido paralisada em torno de 1850, quando ocorreu o êxodo da população local para as minas de diamante de Mucugê, Lençóis e Andaraí.

Em 1914, em decorrência de fortes chuvas, o telhado da igreja desabou. Somente em 1960, após ter sido tombada pelo IPHAN, foram realizadas novas obras. Foi feita a reconstrução do telhado, vedação dos arcos laterais da nave, construção do piso, forro de uma das sacristias e altar-mor.

A igreja localiza-se na Praça Duque de Caxias, antigo Largo de Santana, na saída da cidade em direção à Livramento de Nossa Senhora.

Fonte: Inventário de Proteção do Acervo Cultural da Bahia.

Visite os demais atrativos históricos, e vislumbre a riqueza histórica de Rio de Contas.

Igreja de Senhora Santana

Data da construção: Iniciada no final do século XVIII e paralisada em 1850.
Tombada como Patrimônio Histórico?: Sim, pelo IPHAN.
Valor do atrativo: Gratuito.
Horário de funcionamento: A igreja fica aberta próximo aos horários de missa.